A apneia do sono pode matar?

Além de piorar a qualidade de vida e trazer diversos problemas de saúde a longo prazo, quando não tratada, a apneia do sono pode ser fatal sim.

Entenda agora todo o mecanismo que envolve o problema e como ele pode ser tratado.

Resumidamente, a apneia do sono é um distúrbio do sono onde as estruturas que compõe a via aérea relaxam durante o sono e interrompem repetidamente o fluxo de ar de forma parcial ou total, ou seja, o indivíduo não consegue respirar adequadamente enquanto dorme, o que pode acarretar problemas sérios na saúde e na qualidade de vida.

Há diversas causas para a apneia, sendo o mais comum, um relaxamento dos músculos da garganta e da língua, mas outros fatores também podem estar envolvidos, como alterações no tamanho das amígdalas e adenoides, sobrepeso, menopausa, alterações anatômicas de crânio e face ou até mesmo pode estar associada ao uso crônico de medicamentos como relaxantes musculares ou antidepressivos.

A cada interrupção da respiração durante o sono, mesmo que essa interrupção seja parcial, acorre diminuição na oxigenação sanguínea a níveis abaixo do normal, aumento na frequência cardíaca, alteração na pressão arterial entre outros fatores que cessam somente após um breve despertar.

O sono fica então fragmentado, promovendo um sono não reparador e associado às constantes quedas no índice de oxigenação durante a noite, propiciam o aparecimento dos principais sintomas como a sonolência diurna, mal humor, dificuldade de concentração, irritabilidade, falta de memória, depressão e dores de cabeça principalmente ao acordar.

Além dos sintomas, alguns sinais podem ajudar a desconfiar do problema, como sentir dor de garganta ou a boca seca pela manhã, ter ronco intenso, acordar com a sensação de sufocamento ou engasgos e acordar com dor no peito ou desconforto. Ir muitas vezes ao banheiro durante a noite, também é um sinal que merece atenção.

Todos estes sinais e sintomas podem não aparecerem juntos, mas a longo prazo acarretam em alterações importantes na saúde e na qualidade de vida, já que a apneia do sono aumenta muito a probabilidade em desenvolver doenças crônicas e fatais, como a Obesidade, Hipertensão, Insuficiência Cardíaca, Arritmias Cardíacas, AVC (derrame) e Diabetes.

Mas se todas estas doenças têm tratamento, por que a apneia do sono pode matar?

É importante nessa hora lembrar da sobrecarga cardíaca que acontece durante os períodos de apneia e lembrar que estas alterações podem estar ocorrendo a bastante tempo.

É possível então, que ocorra um AVC após um aumento da pressão arterial, podendo ser fatal ou deixar sequelas graves ou até mesmo uma parada cardíaca durante uma arritmia causada pela apneia do sono.

 

Mas não tem notícia boa?

Tem sim! Além da apneia do sono poder ser diagnosticada, ela também pode ser tratada.

Uma consulta com um médico especialista em sono é imprescindível para direcionar o diagnóstico e o tratamento correto para cada caso.

O diagnóstico é feito através do exame do sono, chamado de polissonografia. Este exame avalia detalhadamente com dados bastante completos o comportamento sono. Pode ser feito em laboratório ou em casa, conforme critério médico.

O tratamento amplamente indicado para apneia do sono é o uso de um dispositivo chamado CPAP. Este aparelho consiste em um gerador de fluxo de ar que é ligado a uma máscara, no nariz do paciente, através de uma mangueira. Este equipamento impede que a garganta se feche durante o relaxamento, evitando que a apneia aconteça.

O uso do CPAP precisa ser adaptado e acompanhado por um profissional capacitado, o qual tem conhecimento para aumentar a chance de sucesso no tratamento, como a escolha ideal do equipamento, da máscara e até mesmo o ajuste correto do aparelho.

Além do CPAP, uma alteração na rotina de sono (higiene do sono) tem sido recomendada para melhorar a qualidade do sono. A realização de fonoterapia e o uso de dispositivos intraorais são terapias que também fazem parte do tratamento da apneia do sono.

O importante é não correr o risco e procurar ajuda o quanto antes.

A Physical Care é reconhecida por realizar o exame de Polissonografia, o tratamento de fonoterapia e também a adaptação e o acompanhamento da terapia com CPAP om excelência.

Deixe a Physical Care surpreender você.

 

Para mais informação sobre o exame de Polissonografia, adaptação de CPAP ou acompanhamento, clique aqui.

Para compra de CPAP da Resmed, clique aqui.

Open chat
Olá! Como podemos ajudar?